Do Aricanduva ao Tatuapé, os shoppings só crescem

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Do Aricanduva ao Tatuapé, os shoppings só crescem

Mensagem  Tancredo em Qui Jan 17, 2008 12:48 pm

Do Aricanduva ao Tatuapé, os shoppings só crescem

A região é muito bem servida pelos centros de compra, desde o maior da América Latina, o Aricanduva, aos que se instalam ao longo da linha do metrô, como o Tatuapé. Fora o charme do Anália Franco

Por Maristela Orlowski

Numa área densamente povoada, mas com baixíssima oferta de emprego, há um setor que se destaca e atenua o problema. Com aproximadamente 320 km² e mais de quatro milhões de habitantes, a Zona Leste de São Paulo ainda está longe de ser uma potência: registra a pior renda média familiar e a menor concentração de atividade econômica. Responde por apenas 6% da geração de riqueza do município.

No entanto, a região abriga o maior shopping da América Latina. Implantado num terreno de um milhão de metros quadrados, o Centro Comercial Leste Aricanduva é incorporado pelo Shopping Leste Aricanduva, pelo Shopping Interlar Aricanduva e ainda pelo Auto Shopping de São Paulo.
Leonardo Rodrigues/Hype
O primeiro Shopping Tatuapé deu tão certo que logo virá o segundo. E o Auto Shopping faz parte do complexo Aricanduva

Segundo o superintendente do complexo, Marcos Sérgio de Oliveira Novaes, por trás das ações desenvolvidas pelo empreendimento há um conceito inovador: "Nosso objetivo é virar um power center, lembrando a região central das pequenas cidades antigamente. As pessoas encontravam todos os tipos de produtos e serviços em um único lugar".

Carros - A média de consumidores que circula pelo complexo é de 4,5 milhões por mês. No final do ano, esse número aumenta para 5,5 milhões. "Nosso diferencial é oferecer três hipermercados e onze concessionárias de veículos nacionais e importados", diz Novaes.

Segundo ele, uma pesquisa do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) revelou que 47% de todos os veículos da cidade estão concentrados na Zona Leste: "Aproveitamos o gancho e construímos a primeira pista exclusiva de test-drive do Brasil". Com 3,5 km de extensão, ela é diferenciada por oferecer segurança, ao contrário das ruas da cidade, por exemplo: "Nossa pista é indicada também para motoristas que apresentem algum tipo de deficiência física ou motora".

Lazer - Das pessoas que visitam o complexo, 52% pertencem à classe B e 25% à classe C. E 70% dos consumidores que entram em um dos shoppings, entram também nos outros. "Em 2005, tivemos 8% de aumento na freqüência do shopping", diz Novaes.

Um dos motivos desse crescimento pode estar ligado à área de lazer. O shopping oferece 16 pistas de boliche, 14 salas de cinema, bingo, centro cultural e pista de kart para os mais aventureiros: "Investimos forte em entretenimento para atrair os jovens".

As vendas aumentaram 6% no ano passado. Segundo o superintendente, a expectativa é manter o crescimento em 2006. A área de abrangência primária do Centro Comercial Leste Aricanduva é de sete milhões de pessoas da Zona Leste de São Paulo e das cidades de São Caetano do Sul, Santo André, Mauá, Guarulhos, Atibaia e Bragança Paulista. Sua localização é de fácil acesso pelas avenidas Aricanduva, Marginal Tietê e Radial Leste, com eficiente transporte urbano.

Shows - Inaugurado em 1999, o Shopping Anália Franco realizou uma pesquisa com seus consumidores e descobriu que é considerado uma das melhores opções de compras e lazer da Zona Leste de São Paulo.

Voltado para as classes A e B, possui um mix de lojas variado e uma programação periódica de shows e eventos infantis. Ao todo, conta com 240 lojas distribuídas em quatro pisos. O shopping emprega diretamente 3.364 pessoas e recebe, em média, dois milhões de consumidores por mês.

Um dos motivos de tanto sucesso de público foi a parceria firmada com uma tradicional rádio de São Paulo para a realização do projeto "Grandes Encontros". Trata-se de apresentações aos domingos de renomados artistas da música brasileira como Alceu Valença, Zeca Baleiro, Vanessa da Matta e Toquinho, dentre outros.

De metrô - Cerca de 70 mil pessoas visitam o Shopping Metrô Tatuapé por dia. O gerente de marketing do empreendimento, Cláudio Voso, tem uma explicação para isso: "O fato de sermos diretamente ligados ao metrô já garante uma excelente média de público. Nos sábados, esse número salta para 100 mil".

O shopping se tornou um importante pólo de lazer e cultura para o bairro do Tatuapé. Uma movimentada praça de eventos abriga diversas atrações para toda a família. São oito salas de cinema, área de jogos eletrônicos e um setor de alimentação com 30 opções.

A presença de um posto avançado da Subprefeitura da Mooca e o único posto para emissão de passaportes da Zona Leste fazem da área de serviços outro destaque. "Essa diversidade atrai público de toda a cidade", diz Voso.

Expansão - Os negócios no Shopping Metrô Tatuapé são tão representativos que já está sendo construída uma segunda parte do empreendimento, o Shopping Metrô Tatuapé 2, na outra saída do metrô. Contará com uma praça de alimentação panorâmica, complexo de cinemas e um teatro. "A expectativa é aumentar em até 40% o fluxo de pessoas", prevê Voso.
Em 2005 as vendas do Shopping Metrô Tatuapé somaram R$ 300 milhões. A idéia é de que, junto com o novo complexo, esses valores alcancem R$ 745 milhões por ano.

Novos - Outro empreendimento já está em obras num terreno de 120 mil m² na Zona Leste, interligado à estação Itaquera do metrô. Com inauguração prevista para outubro de 2007, o Shopping Metrô Itaquera segue a fórmula de sucesso do Metrô Tatuapé e pretende contar com o alto fluxo de passageiros para sustentar as vendas e se consolidar no mercado.

A Mooca também ganhará um novo empreendimento: o Shopping Capital, construção vertical a ser inaugurada em meados deste ano e que deverá valorizar os edifícios da avenida Paes de Barros.

Fonte: Diário do Comércio

Tancredo
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum